Buscar
  • Matriz

Matriz, escola de Alphaville, aplica neurociência no ensino e melhora desempenho de alunos

Atualizado: 22 de Ago de 2018

Com mais de 10 anos em Alphaville, a escola Matriz levou centenas de alunos em situação crítica, a melhorarem seu desempenho acadêmico e a se formarem em universidades renomadas, tanto no Brasil como também no exterior.


Você sabia que o processo de aprendizagem está relacionado às emoções? Já ouviu falar de TDAH? Todas essas questões e muito mais são tratadas em um campo da ciência que estuda o funcionamento do cérebro.

Estamos falando de neurociência, que aplicada a pedagogia, além de evitar transtornos psicológicos para a criança e adolescente, também facilita os caminhos percorridos no processo de aprendizagem.

“Aquilo que se sente influencia na forma de pensar e consequentemente no modo de agir. Passar o conhecimento por meio das aulas que possuam um formato que beneficie muito mais o processo de consolidação de aprendizagem, pode fazer com que uma pessoa tenha uma visão mais clara de como alcançar o sucesso em seus objetivos pessoais”, explica Michelle Bedeschi, especialista em neurociência e fundadora da Matriz, a primeira escola de Alphaville, região metropolitana São Paulo, a aplicar princípios de neurociência no ensino pedagógico.

Mas… O que é neurociência?




Nascida em 1970, a neurociência estuda o sistema nervoso e suas funcionalidades, sendo dividida originalmente em três grandes campos de estudos: o cérebro, a medula espinhal e os nervos periféricos. A neurociência é estudada por diversos meios (ciência, medicina, psicologia, fisiologia e a pedagogia).

Pensando nisso, Michelle Bedeschi ( formada em pedagogia pela Faculdade de Educação da USP e Especialista em Neurociência pela Faculdade de Medicina da Santa Casa de SP) percebeu em Alphaville, e cidades adjacentes, como Barueri, Santana de Parnaíba, Osasco, Cotia, entre outras, a necessidade de uma instituição de ensino com outro formato pedagógico, que se diferenciasse das estruturas escolares tradicionais. Assim foi criada a Matriz, a primeira escola de Alphaville e região a aplicar princípios da neurociência na aprendizagem.


“A neurociência é estudada por diversos campos científicos, e tem realizado uma verdadeira revolução na vida das pessoas. Um exemplo disso, é que por meio dela, é possível identificar se uma criança está com traços de dislexia ou depressão e tratá-los como prevenção para evitar maiores danos no futuro. Então, por quê não aplica-la no campo pedagógico? Para isso que a Escola Matriz existe. Para levar a neurociência a todos e gerar assim maiores oportunidades, melhorando a qualidade de vida da criança e do adolescente”, explica Michelle, diretora da escola Matriz.

Desde sua fundação, a escola já levou centenas de alunos, que antes estavam em situação escolar crítica, a se formar em universidades renomadas, como a Unesp, Unicamp, USP, e até internacionais, como a UBC (University of British Columbia), em Vancouver e a University of Leeds, na Inglaterra.





A desmistificação do funcionamento do cérebro auxilia para prevenir desvios comportamentais, como o TDAH (transtorno do déficit de atenção e/ou hiperatividade) ou dislexia. Por meio de todo um sistema, a neurociência pode fazer com que crianças com esse perfil possam levar uma vida acadêmica normal.


“Na maioria dos casos, devido ao foco não ser exatamente esse, uma escola tradicional não é capaz de distinguir um indivíduo com TDAH, depressão, ou outros distúrbios que podem atrapalhar o rendimento da pessoa ao longo da vida. Não é o que ocorre na Escola Matriz. Nós temos toda uma estrutura para identificar e acolher esse e outros perfis de alunos. Desde a estrutura das aulas e a forma como o professor fala, até as cores pintadas na parede, na Escola Matriz nada é à toa. Tudo é planejado e pensado no bem estar do aluno e principalmente em seu desempenho escolar”, comenta Michelle.





Toda a estrutura pedagógica aliada à neurociência, deu destaque a Escola Matriz em Alphaville e região. Graças a sua equipe, altamente preparada, diversas crianças e adolescentes que antes estavam com péssimo desempenho escolar reverteram a situação, alcançando excelentes resultados, que antes eram totalmente inesperados pelos pais.


“Já tivemos alunos que estavam a um passo da reprovação do ano letivo, mas que após entrarem na Escola Matriz não somente foram aprovados como também deram importantes passos para ingressarem em renomadas universidades e até internacionais. Já tivemos alunos com TDAH, esquizofrenia, depressão, fobias, DPAC e crises de ansiedade. São mais de dez anos em funcionamento e centenas alunos que passaram por aqui. Hoje, podemos dizer com toda segurança que a Escola Matriz tem toda a estrutura para amparar os mais variados perfis de aluno”, conclui Bedeschi.

194 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo